De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

quinta-feira, julho 02, 2015

Tour de France... e não só - Parte I

Já lá vão os tempos das grandes viagens em autocaravana.
Entrei na fase repetitiva de curtas viagens, tentando visitar calmamente pequenos sítios e lugares, sobretudo os que ainda não conheço.
Quando há poucos dias estava no sul do País (no Algarve), reencontrei Amigo autocaravanista de Carcavelos - o Eduardo Costa - com quem partilharei esta curta incursão no norte de Espanha e nos Pirinéus Franceses.
Juntaremos o gosto por viajar, com a paixão pelo ciclismo, assistindo ao vivo, a0 espetacular ''Tour de France''.
Dia 1 de viagem - 2junho2015 - 5ª. feira
de BRAGA a PALÊNCIA ( ESP )
De véspera visitei o elemento da parceria desta viagem que pernoitou em Braga vindo de Lisboa.
Logo pela manhã, iniciamos a viagem com a passagem numa estação de serviço, para abastecermos o gasóleo e gas (o Eduardo abasteceu de Gpl a sua botija 'xpto'
O Eduardo e o seu Gpl...
e avançamos para a estrada bela e sinuosa de entre Braga e Chaves.

Bye Bye Gerês...
Boticas como 'pano de fundo'...
Umas duas horas de viagem com paragem em Chaves para almoço.
Atravessada a fronteira com Espanha, com o dia coberto por algumas nuvens altas, permitiu-nos efectuar a fastidiosa caminhada com algum vento fresco que nos evitou o ar condicionado e tornou o percurso agradável.
entrada em Espanha
Por entre enormes planaltos que nesta altura do ano se apresentam vestidos de verde, verde/amarelo, cor palha e ocre, efetuamos duas paragens para descomprimir, desta vez em duas pequenas localidades carregadas de história.
Villanueva del Campo 
séc XIV



Villanueva del Campo
A primeira delas, logo a seguir a Benavente, de seu nome Villanueva del Campo e a segunda, mais recheada de monumentos e casario dignos de se visitar chamada Villalón de Campos, já na região de Valladolid desta vez, conseguimos pelas sete da tarde, encontrar aberta a 'Oficina de Turismo, onde colhi informação vária, que será uma ferramenta valiosa para nova visita numa futura viagem, onde ajustaremos os horários de visita guiada aos pontos de interesse, fruindo assim de uma mais recheada visita.




Parceria de viagem - 1 Bracarense, o outro Seixalense + 2 autocaravanas... 
O seu pelourinho majestoso, com a sua pedra talhada por mãos de artistas de antanho, alegrou-nos de novo o olhar. Só pelo pelourinho, já vale a pena a visita a uma pequena terra encravada numa rota de camiões TIR.
Prosseguimos para o local de pernoita, previamente escolhido em Palência.
E se você decidir visitar Palencia? Genial! A cidade tem muito que oferecer a todos os seus visitantes. As melhores coisas  para ver em Palencia, como na maioria das cidades castelhanas, é o seu grande património histórico, artístico e cultural.
Este património atesta a importância que teve no passado esta cidade castelhana. Se há um lugar para começar a conhecer Palência é  a Praça Maior e a Prefeitura, primeira parada da digressão.
Calle Mayor Palência
Seguindo a rota ao longo da Calle Mayor, a principal rua da cidade é o centro de atividade comercial, administrativa e cultural de Palencia. Nesta rua e seus arredores estão os edifícios públicos de maior interesse. Ver A Catedral de San Antolín  é algo a fazer em Palencia, para saber mais de sua história e legado. É o principal monumento da cidade , construída em estilo gótico.
Também entre os lugares turísticos de Palência estão a Igreja de San Miguel, a Igreja San Francisco e o Convento de San Pablo e a estátua do Cristo de Otero, obra do escultor Victorio Macho, cujos pés estão enterrados. Erguido em 1931 numa das colinas que circundam a cidade, é uma escultura de 30 metros de altura.
O Eduardo deixou a 'canha' aquecer!...
Também são atrações de Palência as suas muitas galerias  ademais dos museus como o  Arqueológico Provincial, o de Arte Contemporânea e o Museu da Catedral, entre outros.
Depois de um longo dia de passeios turísticos nada melhor que conhecer os seus bares e restaurantes, lugares para desfrutar da gastronomia em terras castelhanas. A  cozinha em Palencia  é muito castiça e caseira, cordeiro assado, sopa de alho ou sopas castelhanas são os pratos mais típicos. Você  não deve deixar de experimentar alguns destes pratos.
Percorridos: 431 km
Dia 2 de viagem - 3junho2015 - 6ª. feira
de PALÊNCIA ( ESP ) a 
Enviar um comentário